sexta-feira, 16 de março de 2012

Deus pela física quântica


Desde muito tempo a ciência busca validar ou refutar de forma definitiva a existência de Deus, longe de conceitos religiosos, Deus para a ciência seria simplesmente o criador de tudo, este ser ter ou não interferido na evolução humana não representa absolutamente nada, Deus pode existir e não ter criado diretamente o homem, portanto, para a ciência encontrar Deus seria apenas provar que tudo o que existe foi arquitetado, e é justamente o que a física quântica se propõe a fazer.
Alguns cientistas renomados defendem a idéia de que tudo que existe poderia existir a partir do caos, que o acaso poderia estruturar tudo da mesma forma como presenciamos, Stephen Hawking é um dos que a defende.
Agora vejamos uma teoria que procura representar a possibilidade da existência de Deus através da física quântica, trata-se de uma nova visão que pode responder a tais perguntas, suas bases são sólidas e se utiliza de teorias muito bem consolidadas, portanto não é nenhum devaneio crer que ela esteja refletindo a verdade, e finalmente surge uma base em que se pode definir a existência de Deus.

A física quântica sabe que qualquer pensamento produz ondas psíquicas, o físico Fran de Aquino então passou a trabalhar sobre estas possibilidades, e os resultados obtidos são impressionantes:
Tudo o que existe não passa de energia, qualquer matéria pode ser gerada se a energia acumulada for a quantidade suficiente, como visto acima, um simples pensamento gera uma onda psíquica, e pode colapsar, este acontecimento resulta em dois resultados possíveis:
1 – A energia psíquica não é suficiente para materializar seu conteúdo (radiação)
2 – A energia psíquica é suficiente para materializar (materialização)
Apenas reflita um pouco do que está descrito acima, um simples pensamento pode colapsar e materializar algo se baseando exclusivamente na energia empregada, não acredita?
Bom, a teoria acima é baseada em teorias como Einstein e Brougle, não vamos entrar em detalhes, mas é tudo muito bem fundamentado, energia produz massa, pensamentos são energia, logo também pode produzir massa, simples.
Poderia expor todas as formulas que viabilizam esta informação, mas não é esta a intenção, vamos apenas manter a lógica envolvida (todas as formulas utilizadas são disponibilizadas pelo autor).
Agora vamos a um outro ponto, não importa o resultado mas o pensamento produz obrigatoriamente fótons virtuais para se obter o resultado final, sabemos que tais fótons existem, uma prova é por exemplo a interação eletromagnética (em seu livro, Aquino mostra a obrigatoriedade de haver o fóton virtual), não se pode medir, mas sabe-se que estes fótons existem.
Obviamente, a energia necessária para se produzir a matéria, por menor que seja é enorme, portanto, para se materializar qualquer objeto, por menor que este objeto seja, deve ter a capacidade de gerar grandes ondas psíquicas, e quanto maior o objeto, maior a capacidade psíquica exigida, bom, quem poderia ter poder suficiente para gerar nosso universo?
Se tal consciência superior tem a capacidade de gerar nosso universo ela é obrigatoriamente onipotente, ou seja, pode criar tudo, esta consciência teria poder psíquico infinito, não obedece a limitações de espaço-tempo, estas são limitações da matéria, resumindo, esta consciência sempre esteve presente e sempre estará, por natureza seria onipotente, onipresente, como a energia esta presente de forma material em todos os lugares, além de onipresente também seria onisciente, então temos enfim definições físicas para o que seria Deus.
Agora como provar que esta consciência existe e que foi responsável pelo surgimento do universo?
Quando falamos em criação do universo, CRIAR significa que não existia e passou a existir, nós não criamos nada, apenas transformamos, se não existia nada e em um colapso inicial toda a energia contida em nosso universo foi criada, não se pode negar a capacidade que tal consciência teria.
Se ele já foi criado(se estamos aqui), o que impede por exemplo de o mesmo voltar a se repetir, e sendo um pouco mais “imaginativo” imagine que aconteça no quintal de sua casa, ou seja, o que impede que um novo universo se materializa no quintal de sua casa?
Pelo caos, absolutamente nada, já por uma arquitetura de uma consciência superior, isto nunca aconteceria, pois já foi projetado a fim de evitar que ocorresse novamente (tema muito discutível, pois na realidade seriam leis naturais, porém mesmo leis naturais podem variar dependendo de situações especificas, ou seja, exceções, por outro lado, leis naturais seriam ou não arquitetadas? Se existe um arquiteto, não é difícil de entender o porquê de certas leis serem precisas e invariáveis, já se ocorresse pelo caos, o que garantiria a consistência encontrada em tais leis).
Tal consciência teria criado o Homem? Mesmo que de forma indireta sim, se tal consciência interage com o homem, claro, somos parte da mesma consciência, ela é onipresente.
Por mais “explosivo” que nosso universo seja, por incrível que pareça ele é estável, se tem uma nítida impressão de que as “explosões” são controladas, o que também nos leva a crer que realmente foi arquitetado para ser estável mesmo em casos de explosões (pois se fosse pelo caos, qualquer destas explosões poderia teoricamente ocasionar um novo “big-bang”).
Tal consciência, por não ter início não tem fim, para ela o tempo-espaço não existe, portanto ao criar o universo esta mesma consciência já sabe o que vai acontecer no final dos tempos, porém o fim do universo é inviável, pois a energia apenas se transforma, o correto seria dizer não o “fim do universo” e sim “fim da transformação de energia”, que poderia inclusive ser transformada novamente, quem sabe hipoteticamente até mesmo por intervenção humana.
Em função deste precedente, é fácil entender que a Consciência Suprema não teve problema algum ao determinar inclusive as leis físicas às quais estamos submetidos, tais leis impossibilitam os colapsos que possam gerar novos universos ou a destruição do que já existe (que já está definido como matéria).
Pode se presumir que a existência desta consciência é a única explicação para que nosso universo se mantenha estável e o motivo de obedecer a padrões, e até mesmo por possuir leis naturais.
já possuímos provas irrefutáveis? Ainda não, mesmo baseando-se em fundamentação lógica e em evidencias encontradas nos mais diversos campos (que tudo tente a necessidade de um arquiteto), ainda não é possível, o LHC por exemplo, não obteve sucesso ao procurar pelo Bóson de Higgs, isso na realidade da força ao “grande arquiteto”, pois não foi encontrado evidencia alguma do que é que daria massa a matéria, e esta massa é que seria a responsável por caracterizar um átomo, não deu certo, ou o experimento foi produzido de forma incorreta ou de fato não existe, mas não existir, diretamente obriga um arquiteto, caso exista, então vão perguntar como é que este fóton sabe o que deve ser definido, ou seja, de uma forma ou de outra, o grande arquiteto continua em nosso imaginário, fundamenta a vida de todos (ou aceitando, ou com uma fé maior ainda refutando).
Fran de Aquino
Este texto é uma pequena interpretação baseada em uma pequena parte do trabalho realizado por Fran de Aquino, apresentado no livro Física dos Milagres, os trabalhos de Aquino vão muito alem do que está exposto aqui, na realidade sequer trata das teorias apresentadas pelo mesmo, fazemos apenas uma interpretação resumida de apenas uma das questões levantadas pelo mesmo, em breve traremos mais material e também outras de suas teorias.

Esclarecimento:
O Prof. Fran de Aquino é muito contestado, as maiores contestações são de que ele “inventa formulas”, mas qualquer um que ler o material por ele publicado vai notar que é muito bem documentado, que as formulas são todas baseadas em formulas amplamente aceitas, além do que, seus cálculos foram apresentados a outros físicos que não contestaram a formula em si, mas a interpretação em que ele se fundamentou, aqui por exemplo, ele fundamenta a necessidade de um arquiteto pelo fato de um elétron sempre manter a mesma órbita, a ciência tem como lei natural, ele alega que seria um provável indicio, não só neste caso em especifico, mas em muitos outros em que Aquino demonstra em seus livros, portanto, não se trata de invenção como alegam, outro fator importante é a qualidade do profissional, Aquino já ocupou cargos de extrema importância, e hoje basicamente se dedica apenas em pesquisas, mas ainda se mantém como professor, resumindo, nada pode ser argumentado contra sua índole ou profissionalismo, é incontestável, quem o fizer pense muito bem, esta denegrindo a imagem de um dos cientistas mais influentes que o Brasil já teve.
Prof. Fran de Aquino é professor de física da Universidade Estadual do Maranhão
Pesquisador da UEMA, trabalhou durante anos para o INPE (Instituto Nacional de Pesquisas espaciais).
Física dos Milagres – de Aquino,Fran – 2007
Arquivo PDF disponibilizado gentilmente pelo autor:
http://www.frandeaquino.org/Fisica%20dos%20Milagres.pdf
website:
http://www.frandeaquino.org/

Nenhum comentário:

Postar um comentário

ATENÇÃO:
Lembre-se que você é o responsavel pelos seus comentários.
Não permitimos:
Ofensas ou discriminação de qualquer tipo.
Comentários que o assunto não seja relacionado ao tema proposto.
Caso infrinja algum do critérios, poderá ter seu comentário excluído sem aviso prévio.