segunda-feira, 11 de outubro de 2010

O mundo de Zecharia Sitchin

Um dos nomes mais discutidos no mundo da ciência, Zecharia Sitchin vem a cada dia mais se tornando um mito, pra quem não sabe Sitchin é um perito em escritas cuneformes, escritor e historiador, prestando serviços inclusive para a NASA.

 Seu livro mais popular e por conseqüência mais controverso é o 12º Planeta, um livro baseado em descobertas de tábuas de argila com escritas cuneformes datadas de cerca de 4000 A.C (foram encontradas mais de 60.000 delas) relacionada ao povo sumerio(a mais antiga civilização que se tem registro) que vivia em uma região da mesopotania (entre o rio Tigre e Eufrates), local onde se deu o inicio de toda a civilização (ou melhor, de lá são os primeiros registros de vida em grupo estabelicida em um local definitivo, descaracterizando o termo nômade).

 Este livro baseado em escritas reais datadas do inicio desta civilização apresenta argumentos muito convenientes além de um conhecimento muito superior sobre nosso sistema solar, os Sumerios sabiam a ordem e tamanho de todos os corpos celestes do nosso sistema solar, eles conseguiram organizar na ordem certa e também acertar em suas variações de tamanho, além de também conhecerem o anel de meteoros que divide nosso sistema solar em inferior e exterior.

 Um problema é que entre tanta precisão, os sumérios adicionaram um outro planeta que nós não possuímos registro, trata-se de Nibiru ou Planeta-X como é chamado por outros, este seria o planeta do título do livro, o numero 12 se deve ao fato de os sumerios também incluírem na conta a Lua e o Sol, sobre esta teoria Sitchin se baseou para escrever seu livro, que tanta polêmica vem causando.

 A primeira grande polêmica seria com relação ao próprio planeta, pois afinal, se ele existe e pertence ao nosso sistema solar porque nós não o vemos?

 Segundo os sumerios este planeta possui uma órbita que corresponde cerca de a 3600 anos terrestres, sendo visível na Terra em um período de tempo muito curto. parece meio clichê, ou desculpa, porém nenhum astrônomo teria como negar tal possibilidade, acredite ou não, esta possibilidade é muito viável, podemos apenas para ilustrar citar alguns cometas que sua órbita esta presa a nosso sistema solar e que são visíveis em intervalos de tempo inclusive maiores dos 3600 anos, ou seja, a possibilidade é viável.

 Em um intervalo de tempo tão grande, tecnicamente a unica civilização que poderia conter algum tipo de relato sobre este planeta seriam os Egípcios, porém este é o problema, a mais controvérsias no Egito do que certezas, Sitchin também usa o Egito como base para alguns de seus argumentos, portanto a unica civilização conhecida(exceto os sumerios) que teria como de alguma forma registrar tal acontecimento, também causa muita polêmica.

 A outra grande polêmica, acredite, maior que a primeira seria de que este planeta possui uma civilização muito avançada (os Anunaki) e que eles vieram pra cá a muito tempo e mudaram genéticamente nosso DNA, criando em um laboratório o Homo-Sapiens

 Estas afirmações já bastaram para que ele fosse ridicularizado, porém devemos consideram que ele não INVENTOU nada disso, quem inventou ou relatou foram os sumerios, Sitchin apenas traduziu, acreditou e passou a estudar a possibilidade, crucifica-lo seria no mínimo injusto.

 Não existe forma de confirmar ou repudiar as afirmações suméricas, porém muitos achados arqueológicos confirmam que eles realmente acreditavam naquilo, que a principio seria esta sim a base para um estudo adequado, Sitchin lançou varios livros tentando adequar os relatos suméricos a nossa história e a relatos de outras civilizações antigas, em seus livros ele sempre cita a própria bíblia e os egípcios para atestar as confirmações(além de outras evidencias espalhadas por todo o planeta) ai não apenas da crença mas de provas de que realmente teria acontecido.

 A bíblia mais que comprovadamente é uma fonte arqueológica inestimável, o antigo testamento nos fornece datas precisas de acontecimentos que realmente marcaram nosso mundo, e a maior parte já comprovadas, os que não se pode comprovar, são possíveis do ponto de vista científico, como as explicações viáveis das pragas egípcias, de que uma cadeia de acontecimentos poderia sim causar as pragas e o êxodo, que a clássica imagem do mar se abrindo é possível em cima de reações naturais (um tsunami teria como reproduzir fielmente o fenômeno). Sitchin se baseia no que esta escrito na bíblia para apoiar muitas de suas idéias, devemos também consideram que Sitchin é de fato um perito em escritas antigas, por conseqüência também pode ler o hebraico antigo, língua que foi escrita o antigo testamento, portanto ele pode fornecer uma tradução muito precisa dos fatos narrados (algumas dessas traduções são consideradas impróprias por cristãos, judeus e muçulmanos)

 Se fôssemos retratar todas as novas interpretações de Sitchin deveríamos escrever um livro e não uma simples postagem, porem alguns tem uma importância muito grande para entender-mos o porque de ele defender tão fervorosamente os relatos sumerios:

 Genesis 1,26

 E disse Deus: Façamos o homem à nossa imagem, conforme a nossa semelhança; e domine sobre os peixes do mar, e sobre as aves dos céus, e sobre o gado, e sobre toda a terra, e sobre todo o réptil que se move sobre a terra.

 Segundo Sitchin(devemos lembrar que ele é também perito em hebraico) a palavra NOSSA que causa a estranheza não pode ser simplesmente ser trocada por MINHA, que tornaria a frase fiel a crença, pois as palavras MINHA e NOSSA em hebraico são absolutamente diferentes, o termo nunca poderia ser trocado, por isso é mantido até hoje, portanto se NOSSA é a palavra realmente correta, alguem mais estaria com Deus na criação de Adão, porém pela crença, Deus deveria estas sozinho, afinal ele é unico.

 Sitchin nos explica que o homem moderno (homo-sapiens) foi criado por esta civilização do 12º planeta em um laboratório, e o termo NOSSA é sim o correto, pois o homem foi feito a imagem e semelhança DELES, e não de um unico só ser.

 É assustador? Claro! É absurdo? Em momento algum, é uma afirmação ateísta? também não, apenas retrata uma alteração genética que transformou o homem de neandertal em Homo-Sapiens. Em momento algum Sitchin afirma que os Anunakis criaram o homem, e sim apenas alteraram a genética dele.

 Ele esta delirando?Bom, ligue para um geneticista e pergunte se é possível alterar um ser vivente geneticamente, ou não precisa? Você ja sabe da resposta?

 Como já explicamos, não vamos nos prender a tudo em que Sitchin se apoia pois ele praticamente reescreveu o antigo testamento, as evidencias realmente estão por toda a parte(mesmo que muitas não podendo ser comprovadas, trata-se de interpretação).

 Quanto a existência do planeta desaparecido, alguns astrônomos tentando explicar a origem de Plutão, quase que confirmaram as escrituras suméricas, pois afirmam que Plutão com certeza seria uma Lua, e foi arrancado de sua órbita por uma força gravitacional desconhecida, pois se houvesse colisão (como um mega-cometa por exemplo) teria destruído o planeta, e não apenas arranca-lo de sua órbita, para arrancar, o mais provável é que um corpo celeste de proporção pelo menos razoável passasse muito próximo e atraísse Plutão e que o mesmo depois se soltou da gravidade do corpo e passou a orbitar o Sol, coloque o 12º planeta no lugar deste "corpo celeste" e tire suas próprias conclusões.

 Copernico não inventou nada, ele apenas constatou o que ninguém queria constatar, Sitchin hoje sofre dos mesmos preconceitos sofridos por Copernico, ele não inventou nada disso, ele apenas repassou a informação, claro que ele acreditando no que leu, tenta provar a veracidade, algumas vezes ele erra, outras ele acerta, assim como todas as grandes mentes humanas. Outro fator muito importante é que como já passamos, NUNCA se contestou qualquer tradução feita por ele, o que se contesta é como ele interpreta as traduções.

 O grande problema é que se for realmente verdade tudo o que ele tenta nos mostrar, mudaria muito a nossa história, alem de derrubar alguns preceitos religiosos, coisas não muito bem aceitas pela humanidade de forma geral.

 E por ultimo, não devemos denegrir a imagem de Sitchin por suas convicções, ele já se mostrou um profissional da mais absoluta competência, sempre executou seus trabalhos de forma brilhante, suas convicções devem sim serem estudadas e analisadas, porém não se deve confundir as coisas e considera-lo um lunático, outra coisa é também apenas retratar Sitchin como um mero escritor, escondendo por traz de suas obras publicadas a sua formação acadêmica e sua competência profissional já reconhecida. Não se trata de um simples farsante, um que simplesmente inventa e joga a publico para inflamar as teorias conspiratórias e vender milhões de livros.

 Como nós apoiamos, não deixe de questionar, de pesquisar, pesquise você mesmo, veja todos os lados possíveis e tente encontrar o que te paresse mais real, mas VEJA TODOS os lados, não apenas o lado que tentam te impor!

2 comentários:

  1. Saudações.


    Quero felicitá-los pelo BLOG. Está exemplar e perfeito. Ótimos para buscadores de discernimento como eu.

    Logo mais postarei mais comentários após reler tudo atentamente.


    Parabéns.

    ResponderExcluir
  2. Muito bom mesmo. Demorou para sabermos a verdade sobre nossas origens, presente e futuro. Os registros sumérios são de fatos históricos, e não lendas ou superstições. Tanto é que as evidências físicas-visíveis como monumentos, templos, construções ciclópicas, surgimento das civilizações, etc. estão aí pra quem quiser ver.
    NAMASTE

    ResponderExcluir

ATENÇÃO:
Lembre-se que você é o responsavel pelos seus comentários.
Não permitimos:
Ofensas ou discriminação de qualquer tipo.
Comentários que o assunto não seja relacionado ao tema proposto.
Caso infrinja algum do critérios, poderá ter seu comentário excluído sem aviso prévio.