quarta-feira, 13 de outubro de 2010

Uma luz sobre um pesadelo chamado AIDS

A AIDS é um dos maiores pesadelos que a humanidade já teve, responsável por milhões de mortes todos os anos ao redor do mundo, uma doença que desafia toda nossa ciência e tecnologia, mesmo com todos os esforços de vários governos, as infecções continuam, uma doença que não escolhe cor, credo ou classe social.

 Bom isso todos nós sabemos, esta doença pode ser a causa da nossa extinção, ela é a uma das poucas que pode de fato acabar com a humanidade, o câncer por exemplo é tão letal quanto, porém não é transmissível, o câncer se da mais facilmente em pessoas com vida sedentária, ou com deficiências imunológicas, já a AIDS passa pra qualquer um, seja ele saudavel ou não.
 O grande problema desta doença é ela simplesmente atacar o que nos mantém vivos, ou seja, o nosso sistema imunológico, a AIDS em si não mata, o que mata são as doenças que nós pegamos por não ter mais anticorpos para combater a doença.

 Normalmente as mortes ligadas a AIDS são por causa de tumores e infecções relativamente simples de se tratar, porém por nosso organismo estar fragilizado, o tratamento destas doenças se torna ineficiente, simplificando, o paciente com AIDS transforma uma gripe simples em uma pneumonia, ou um ferimento em uma gangrena, resultado: a morte!

 No que esta doença poderia colaborar com a humanidade? Sendo ela uma doença que pode nos levar a extinção?

 Ela ataca nosso sistema imunológico, que nos mantém livres de varias doenças e infecções simples, para eliminar a AIDS, o sistema imunológico teria que ser restaurado e fortificado a ponto de ele mesmo matar o vírus, esta seria a cura definitiva.

 Já pensaram no que a cura desta doença vai nos trazer?

 A cura vai trazer benefícios inimagináveis aos humanos, se curar-mos a AIDS teremos novos tratamentos que poderão acabar com praticamente qualquer tipo de doença, câncer, leucemia, tuberculose, malária, entre outras, todas estas doenças seriam tratadas com muito mais facilidade, o remédio que cura a AIDS cura nosso sistema imunológico, que pode combater qualquer tipo de invasor, até algumas substancias venenosas seriam anuladas por um "super" sistema imunológico humano.

 A doença que é o maior desafio que nossa ciência já enfrentou pode em sua cura ser a doença que nos torne super-humanos. Este é o grande problema, pois a cura envolve um desenvolvimento no organismo humano sem precedentes na história, pode inclusive ser que a cura se encontre em uma mutação genética que fortificasse o sistema imunológico para que ele consiga combater a doença, não é preciso dizer que isso não é visto com bons olhos por governos, religiões e até mesmo dentro da própria ciência.

 Com relação a esta cura as coisas ainda andam complicadas, hoje conseguimos prolongar a vida dos que estão infectados, porém o tratamento é caro, doloroso, além de contar com a baixo auto-estima do portador, já houveram casos de cura da AIDS, e também já foi comprovado que nem todos que tem o virus HIV desenvolvem a doença, e vivem normalmente.

 Ainda é o maior desafio da nossa medicina moderna, porém vivemos uma era de extrema tecnologia, se teria uma época favorável para se combater tal perigo (se é que existe época boa para desastres) esta definitivamente é a época certa! Tecnologia ligada ao conhecimento e a inteligência humana pode conseguir a cura, e junto com ela nossa evolução como seres humanos!

 Outra questão com relação a cura é que se ela realmente fortificar nosso sistema imunológico ela tornaria os hoje doentes em quase super-humanos, imunes a muitos tipos de doenças, entre outras coisas teria até o envelhecimento retardado, já que nossas células teriam uma degeneração muito menor, isso nos leva a imaginar inclusive se esta cura já não seria possível, porém usa-la dividiria a humanidade em seres normais e seres superiores!Vale lembrar que a maior concentração de infectados no planeta é na África, imagine transformar cerca de um terço dos africanos em super-seres-humanos!Acredita que fariam isso?Na Africa? E também não seria muito complexo declarar que a doença ligada sexo e drogas seria a responsável pelos super-poderes que seriam adquiridos com sua cura? o que as religiões de todo o mundo diriam a respeito? Se a cura já existir eles já teriam aplicado? Se ela existir no futuro vão aplica-la? Sinceramente, seria mais fácil acreditar que eles simplesmente não aplicariam, e continuariam apenas permitindo que os doentes simplesmente continuem convivendo com a doença de uma forma aceitável até a sua morte.

 Os "Filhos da AIDS"

 Ao ler o termo acima, nós automaticamente o ligamos a crianças nascidas de portadores do HIV, porém não é bem isso, são crianças nascidas normalmente, mas com algumas alterações genéticas não provocadas pelo homem, elas nascem em qualquer lugar do planeta, em qualquer cultura, qualquer classe social, qualquer crença, não importa, assim como a AIDS não escolhe a vitima, os Filhos da AIDS também não.

 Mas o que seria essas crianças se não são filhos de portadores do HIV? São crianças extremamente especiais, cientificamente possuem uma mutação genética que da a seus sistemas imunológicos não só a capacidade de matar o vírus HIV como matar qualquer outro corpo invasor, a ciência não tem explicação para isso, o fato é que elas nascem e desenvolvem esta habilidade, em suas células tronco, talvez esteja a resposta para a cura de todas as doenças e uma longevidade humana nunca antes vista!

O nome dado de Filhos da AIDS a essas crianças se deve ao fato de terem descoberto esta mutação em crianças que nasceram de portadores do HIV, nasceram com a doença, e depois de algum tempo a doença simplesmente desapareceu, acreditava-se que esta mudança genética estaria ligada diretamente a medicamentos usados no tratamento da doença, que teria alterado a genética destas crianças, porém a doença apenas foi o instrumento para a descoberta, as crianças continuam nascendo ao redor do planeta, seja filhos de portadores da doença ou não, isso não influencia em nada, o termo inicial foi esse, porém cada cultura ou pais da o nome que acha mais apropriado, a comunidade científica de forma geral esta chamando a estas crianças (todas ainda crianças pois começaram a nascer de 1996 para cá) de Índigos(de forma incorreta, pois os indigos estão muito mais ligados a comportamento do que diferença genética comprovada, e a origem ser ligada ao espiritismo), para definir a sua mutação genética.

 O grande problema, é que em poucas pesquisas a respeito, já podemos identificar influencia religiosa, algumas já estão sendo tratadas como messias, seres divinos ou coisas do tipo, ou até ser consideradas experimentos extraterrestres, o que pode retardar nosso entendimento com relação a essas crianças, e nossa real evolução, é claro, não devemos utiliza-los como cobaias, mas estudando suas células (que podem ser obtidas em uma quantidade pequena de sangue, saliva, células tronco, entre outras formas) nossa ciência poderia evoluir de forma correta, e abrir este novo século como o século da saúde!

 Também não devemos logo imaginar estas crianças como uma espécie de "X-MEN" reais, eles não são mutantes a esse nível, a mutação é muito mais uma evolução, o DNA destas crianças é diferente do habitual, o que também não quer dizer que eles sejam filhos de uma "experiência genética" ou muito menos de experiências alienígenas na raça humana, não foi comprovada nenhuma ligação com experiências genéticas em seus pais, muito menos abduções ou coisas do gênero, as crianças simplesmente nascem, pais normais ou doentes, ricos ou pobres, intelectuais ou ignorantes.

 Ao que parece estamos em meio a uma evolução genética, uma evolução provavelmente natural, todos os seres da Terra, animal ou até vegetal evoluem com o tempo, nós por conseqüência com certeza continuaremos evoluindo não só tecnologicamente mas biologicamente também, a evolução pode ser de difícil compreensão porém não tem nada nem de anormal ou de novo nisso, apenas ainda não entendemos como estas evoluções acontecem.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

ATENÇÃO:
Lembre-se que você é o responsavel pelos seus comentários.
Não permitimos:
Ofensas ou discriminação de qualquer tipo.
Comentários que o assunto não seja relacionado ao tema proposto.
Caso infrinja algum do critérios, poderá ter seu comentário excluído sem aviso prévio.