quinta-feira, 14 de outubro de 2010

Yuz o Jesus de Caxemira

A principio devemos antes de tudo entender que a possibilidade de Jesus não ter morrido na cruz são reais, e se realmente for verdade, acredite ou não seria muito mais fácil de se provar e de estruturar adequadamente a sua história.
Em Quem Foi jesus nós já havíamos retratado uma possibilidade, a de que tudo que envolveu o julgamento, crucificação, morte e ressurreição pode ter sido uma fraude apoiada por Pilatos, e executada por José de Animatéia que era um senador romano, esta nova versão, que na realidade é muito recente, ganha muita força e oferece a possibilidade de finalmente comprovar a existência de Jesus, até hoje contestada por arqueólogos e historiadores (afinal todos os registros de sua vida estão dentro da própria Bíblia, unica exceção a um pequeno texto de um historiador romano, algo simples de explicar, pois Jesus não era um agitador revolucionário ou um bárbaro que se levantou contra Roma, ele era apenas um camponês que Roma nem a intenção de matar tinha, por isso não seria comum alguem que não fosse ligado a religião retrata-lo de alguma forma, um unico relato, na realidade é por sí só muita coisa).
 Algumas analises feitas por peritos forenses feitas no Sudário de Turim afirmam que o corpo envolvido não estava morto, no máximo em coma, causado pelos ferimentos sofridos, e não descartam a possibilidade de ter sido um coma induzido, porém não é possível provar pois eles fizeram suas analises em cima de imagens e não do tecido, apenas com amostras poderiam identificar se existe ou não alguma substancia que levasse o corpo em questão ao estado de coma que esta caracterizado nas manchas de sangue.A conclusão que eles chegaram se deve a disposição e o sentido do sangue impresso no tecido, a coagulação encontrada na imagem sugere que o corpo não estaria morto, se estivesse o sangue não teria cessado, a imagem não ficaria tão nítida, teria muito mais borrões, a disposição da imagem afirma que o corpo de acordo com base científica, não estaria morto.
 Não é possível executar novos testes no sudário, este é um assunto relativamente traumático para a Igreja que foi acusada de falsifica-lo, para evitar a igreja não permite novas pericias, uma mudança de postura da Igreja pelo menos neste momento é no mínimo improvável.
 Porém, novas descobertas revelam uma outra possibilidade, vamos tentar analisar esta nova possibilidade e apresentar os fatos, como ainda não há como provar, vamos apenas ficar no raciocínio lógico, e tentar entender como pode ter acontecido.
 Foi encontrado na Caxemira um túmulo de um profeta islâmico, que na realidade contradiz a crença do próprio Islã, pois segundo o que os nativos da região dizem, e também com mais algumas evidencias o túmulo seria de Yuz Asaf (na tradução: líder dos curados) e que o mesmo teria morrido com cerca de 80 anos de idade, a surpresa é que Yuz Asaf seria Isa para os muçulmanos, ou seja, Jesus para os cristãos, também foi encontrado uma pedra com as marcas dos pés do profeta em que são nítidas as marcas de perfuração. Em um pilar encontra-se os dizeres: Ele é Yusu, profeta dos filhos de Israel.
 Como sempre devemos recorrer a realidade da época para tentar dar lógica a história, e o fato de esse corpo pertencer a um "filho de Israel" ou seja, um hebreu, tão longe de sua terra natal, além de estar muito longe do domínio romano(talvez, o mais importante, longe dos judeus), torna a historia muito viável.
 Outros indícios comprovam a veracidade da história, pois o corpo estaria direcionado para Jerusalém, e não para Meca como fazem os muçulmanos (obvio, pois na morte deste profeta, mesmo que seja com 80 anos, Maomé não havia nem sonhado em nascer, Méca como cidade sagrada seria absolutamente inviável, assim como a religião islâmica)
 Por registros históricos sabemos que a região em questão possuia uma colônia de hebreus relativamente grande e muito bem estabelecida, um dado importante pois facilitaria a fuga de Jesus para um pais longínquo, e permanecer lá quase que no anonimato, longe da fúria dos Judeus que o condenou.
 Alguns pontos interessantes aparecem nesta viajem de jerusalém a Caxemira, Damasco estaria no caminho, se Jesus fez tal viagem ele teria passado por Damasco, nota algo estranho nisso? Damasco é conhecida pela cidade em que Paulo se converteu ao Cristianismo, e vale lembrar que Paulo foi aceito como apóstolo por todos os outros, sua posição é inquestionável, talvez porque se tal viajem realmente aconteceu, o próprio Jesus teria dado a Paulo o título de apóstolo, e portanto, ter a posição de fato sem possibilidade de contestação dos demais!Quer mais curiosidades a respeito? Bom, após a ressurreição de Jesus (baseando-se na bíblia) Maria não é mais retratada, todos os apóstolos seguem sua vida e saem pregando a nova fé, já Maria simplesmente some, Não teria Maria viajado com Jesus, caso ele realmente tivesse sobrevivido?Bom, se tem alguem que em momento algum deixa Jesus sozinho, esta é a sua Mãe, talvez em toda a história da humanidade nunca se encontrou uma descrição de MÃE tão magnífica, ela estava em seus momentos de glória, como também em sua crucificação, Jesus ao se ver sem saida a entrega aos cuidados de João, porém, após sua ressurreição Maria desaparece, na história do Jesus da Caxemira, dizem que o próprio Jesus a enterrou, que ela não suportou a viajem por já estar com uma idade muito avançada, na mesma região da Caxemira encontra-se um túmulo que seria o de Maria que possui a seguinte inscrição:"Local do repouso da mãe Maria"!Ainda duvida? Bom, dizem que o túmulo é de um profeta do Islã, porém para o Islã o ultimo profeta foi Maomé, portanto o corpo lá presente teria que ser anterior a Maomé, anterior a ele, todos os profetas relacionados são hebreus, obviamente o mais provável, de Cristo, que é um profeta também muçulmano, o túmulo em questão causa muita estranheza pois possui outro corpo de outro muçulmano, é provável que se trate de um túmulo do inicio do Islã, porém abaixo é que estaria o túmulo do profeta, este sem que seja possível uma datação, já que escavações no local não são permitidas.
 Tanto para o Cristianismo, como para o Islamismo o túmulo traz alterações profundas em seus fundamentos, pois segundo o Islã, Isa com cerca de 80 anos (a idade estaria aproximadamente correta) se elevou aos céus, ou seja, não teria como existir o corpo em questão, para os cristãos, nem sequer a idade pode ser aceita, tanto para uma ou para a outra, o corpo seria na realidade um "incomodo", mas para o cristianismo, já que a Biblia sempre foi referencia histórica, o mesmo não se aplica ao Alcorão, que possui muitos erros de datas, parentescos ou dados históricos, diante de tantos erros grotescos encontrados este seria apenas mais um, já para o cristianismo, pra eles sim, seria uma grande reviravolta, muito de sua ideologia teria que ser revisada, e o mais provável seria que contestariam, e simplesmente rejeitariam as provas, por mais claras que fossem, isso vale para TODO o cristianismo, seja da corrente católica ou da protestante, encontrar o corpo de cristo muda absolutamente tudo.
 Apenas para citar o tamanho do problema, o cristianismo chegou onde chegou por acreditar fielmente na ressurreição, por crer que Jesus superou a própria morte, se ele houvesse sobrevivido a crucificação, a base que deu origem a igreja ruiria.
 Aproximadamente no ano 60 d.c. os Judeus se levantaram contra Roma, protestando contra os impostos que eram pagos, Roma acabou com a revolta e iniciou uma perseguição aos Judeus, os Cristãos possuíam sua base no judaísmo, e eram igualmente considerados Judeus, e portanto também eram perseguidos, os Judeus tiveram que fugir, já os Cristãos, estes desafiavam todo o poder romano e não pareciam nem um pouco preocupados em serem jogados aos leões, Jesus havia garantido a vida eterna no reino dos céus, para um cristão a vida na Terra seria muito mais um tormento, Roma mata-los seria na realidade sua salvação, quanto mais cristãos os Romanos matavam, mas surgiam, Roma não entendia o fenômeno, rigorosamente baseado na morte e ressurreição de Cristo. Os Judeus não possuíam seu messias, portanto fugiam, não tinham a fé de uma ressurreição assim como os cristãos. Portanto, se o corpo de Jesus for realmente encontrado, representaria uma mudança absurda em seus fundamentos, para o islã, nem tanto.
 Um outro fator seria com relação ao acerto da idade deste profeta pelos muçulmanos, Maomé declarou que Isa teria vivido até os 80 anos, como hoje a região da Caxemira onde se encontra o túmulo é muçulmana, o normal seria eles atribuírem esta idade a morte do corpo lá presente.
 Para ajudar a dar veracidade a história, a tradição local dos indianos seria de cremar o corpo de seus mortos, o que não se aplicou a este corpo, que prevaleceu a tradição dos hebreus, mesmo sem grandes pericias, já esta caracterizado que o corpo em questão não possui etnia local.
 Arqueólogos estão tentando exumar o corpo para realizar um exames no corpo, o que poderia legitimar ou não a história, pois revelaria sua etnia, a idade da morte além de revelar os ferimentos causados pela crucificação, ou seja, se for comprovado que se trata de um corpo de um hebreu, que o corpo possui dois mil anos, que passou por uma crucificação, e que tenha vivido pelo menos mais de 34 anos, ele confirmaria a história, a possibilidade de ser o corpo de Jesus se tornaria enorme.
 Seria uma prova irrefutável? Por incrível que pareça, não, mesmo que tudo seja comprovado os cristãos podem alegar que pode ter sido algum outro homem, também hebreu, que foi crucificado, que sobreviveu e para fugir de uma nova condenação fugiu para a região, já que a mesma possuia uma colônia de hebreus.
 Como contra-prova também surgiria com muita força o Evangelho de Felipe, inicialmente rejeitado pela Igreja, o evangelho diz que Jesus sobreviveu a cruxificação e que em seguida foi para a India, ao que parece, pelo menos o motivo de este evangelho ser recusado pela igreja é muito obvio.
 Outra grande confirmação seria encontrada na crença muçulmana que sempre afirmou que Jesus não teria morrido, pode ser que Maomé conhecia a história de Jesus na Índia, e se apoiou sobre esta idéia para fundar o Islã

 Vamos a recapitulação dos fatos para simplificar o raciocínio:
 1-José de Animatéia era um romano influente, ele que levou o corpo de Jesus ao sepulcro
 2-pericia por especialistas forenses no sudário revelam que o corpo em questão estava em coma, e não morto
 3-Maomé funda o Islã se dizendo o reparador da história de Jesus, e que o mesmo não teria morrido na cruz
 4-Felipe alega em seu evangelho que Jesus sobreviveu a crucificação e foi para a Índia
 5-Um túmulo de um profeta, provavelmente de um hebreu é encontrado na Índia.

 Abaixo o vídeo do documentário sobre o túmulo, veja você mesmo! Documentário apresentado pela BBC



 Para entender a personalidade de Jesus vamos monstrar como ele é considerado nas demais religiões:

 Cristãos: O messias prometido aos hebreus por profetas anteriores
 Judeus: Não acreditam que Jesus foi o messias, porém não contestam sua existência
 Muçulmanos: Jesus é Isa, o profeta que antecedeu Maomé, Isa é o soldado do Jihad, que voltará a terra para unificar as religiões
 Budistas-Acredite ou não, Jesus é citado em meios budistas, sendo retratado como Issa, um hebreu que estudou em templos do Tibete em sua juventude.

 Dos dados acima, podemos portando definir que Jesus sendo ou não o messias judeu, ele influenciou e conseguiu notoriedade em todos os cantos do mundo(pelo menos do mundo conhecido em sua época). Seu nome esta cravado em nossa história, é uma personalidade que rompe inclusive as barreiras religiosas, algo no mínimo incomum, Maomé é muçulmano, Buda é exclusivamente aceito pelos budistas, os Judeus não podem ser definidos da mesma forma por serem a origem das religiões cristãs e muçulmanas, porém talves o fato mais importante seja eles admitirem a existência de Jesus, mesmo não o considerando o Messias.

 Agora vamos aos problemas, a região em questão é uma zona de conflito entre hindus e muçulmanos, India e Paquistão brigam para obter posse definitiva da área, realmente chega a parecer que onde quer que se encontre qualquer registro de Jesus, junto com os registros vem as guerras, é incrível como uma coisa é sempre ligada a outra, e como isso dificulta o trabalho de arqueólogos e historiadores, pois normalmente são impedidos de estudarem livremente e de conseguir exumação e pericias em corpos ou até mesmo em alguns artefatos, sempre que alguma coisa envolve o nome de Jesus, tudo sempre se complica.
 Muito dificilmente os arqueólogos vão conseguir a exumação, e mesmo que Jesus faça mais um milagre e que os arqueólogos consigam, a possibilidade de fraude dos exames são imensas, ninguém de fato quer encontrar o corpo de Jesus e muito menos revelar a história verdadeira, isso provocaria a ruina de duas religiões dominantes, que aceitam Jesus ou como Profeta ou como Messias, todos querem que continue sempre como está, a verdade para estes lideres não é o principal, e sim a crença em seus livros, escritos por eles mesmos (a Bíblia foi organizada e publicada por romanos, já o Alcorão por Maomé, o fundador da religião Islã).Diante disto, a possibilidade de que seja alterado os resultados são enormes, e caso não sejam alterados, e que provem que o corpo em questão seja de jesus, vão negar, dizer que se trata de outra pessoa, é provável que apresentem até registros romanos de crucificação de outros hebreus na mesma época que jesus, tudo muito fácil para a Igreja.
 Ao que tudo indica, não teremos a verdade sobre este homem que mudou o rumo da história, o homem que de tão importante dividiu nossa linha do tempo, só saberemos a verdade quando as profecias se cumprirem, ai quem sabe o próprio não nos revele toda a verdade!

3 comentários:

  1. Anônimo disse...

    tu ta e´doido meu

    conteste se puder, apresente provas, não apenas refute a ideia.
    Esta possibilidade é real, em cima de acontecimentos reais, de provas REAIS, nada a aqui foi inventado, ao contrario de outras contestações que se ve por ai, e também mostramos que mesmo que seja real, será sempre contestada.
    Antes de agredir, reflita, leia, pesquise, se no seu intimo isso é demais, não leia, não participe, melhor do que não acrescentar nada!

    Se tiver uma prova que seja, de que se trata de uma fraude, apresente!(gostariamos de saber como provar, já que nem mesmo autoridades judaicas, estes sim interessados em achar o corpo de cristo, não conseguiram)

    ResponderExcluir
  2. tb comcordo, simplesmente ignorar ridículo, a história é real, e isso sim é fato, se o corpo é ou não de Jesus, ai é outra coisa, mais quanto a história, bom, essa é bem real

    ResponderExcluir

ATENÇÃO:
Lembre-se que você é o responsavel pelos seus comentários.
Não permitimos:
Ofensas ou discriminação de qualquer tipo.
Comentários que o assunto não seja relacionado ao tema proposto.
Caso infrinja algum do critérios, poderá ter seu comentário excluído sem aviso prévio.