sexta-feira, 27 de janeiro de 2012

Óvnis, nem sempre é farsa!

 O maior argumento contra os avistamentos de óvnis são:
 Porque nunca acontecem em áreas populosas?
 Porque apenas um grava as imagens?
 De fato, na maioria dos casos, tais avistamentos são isolados, os registros são únicos, uma ou no máximo duas testemunhas, em muitos casos ocorre por erros de interpretação (como balões, canhões de luzes, sinalizadores ou até mesmo pura fraude)
 Hoje existem órgãos que estudam estes fenômenos, acredita-se que 95% do que é relatado não possui base alguma para prosseguir com uma investigação mais séria (caem justamente no que esta relacionado acima, porém mesmo nestes números, é possível que exista de fato um avistamento real, mas as faltas de documentação invalidam a investigação), resta portanto 5% que possuem bases mais sólidas, se considerar que nos últimos 10 anos mais de 12.000 avistamentos foram reportados, sequer existe disponibilidade para se estudar todos eles, então nem mesmo os 5% é investigado.

 Sabendo da real proporção, vamos a um caso em especifico, este ocorreu em uma grande cidade, foi avistado por parte significativa da população e durou mais de uma hora:
 13 de março de 1997, Phoenix, Arizona, Estados Unidos
 Por volta das 10 horas da noite, várias luzes foram avistadas e inclusive filmadas por diversas testemunhas, o caso imediatamente ganhou proporções enormes, em uma coletiva de imprensa realizada pelo então governador do estado Fife Symington, entra um de seu assessor com uma grotesca fantasia de alienígena, ridicularizando o que foi avistado por uma verdadeira multidão.
 A explicação parecia bem lógica, uma base militar próxima aos arredores da cidade estaria testando um novo sinalizador, e foram estas as luzes captadas pelas câmeras, de fato, foi comprovado até mesmo por ufólogos se tratar apenas de sinalizadores, o caso foi encerrado, mais um entre os 95%.
 Porém os relatos sobre o avistamento ocorreram ANTES das 10 da noite, eles se iniciaram por volta das 8:30, ou seja, uma hora e meia antes das luzes gravadas pelas câmeras, foram reportadas por várias testemunhas, por ter certeza de que as luzes filmadas foram sinalizadores, nem mesmo os ufólogos extremistas acreditavam, "Eram sinalizadores, infelizmente as pessoas confundem muito, é uma pena"
 O que, porém não veio a publico foram as ligações que o governador recebeu nos dias subseqüentes, as testemunhas estavam inconformadas com a atitude do governador que ridicularizou a situação.
 "Senhor, eu sei o que vi, passou sobre a minha casa, e não eram luzes, era um objeto sólido, e não foi as 10 e sim por volta das 8:30"
 Nem autoridades locais, nem ufólogos nem ninguém mais estudava o caso, ele era citado como exemplo para explicar outros casos semelhantes, inclusive afirmando que as testemunhas estariam "psicologicamente influenciadas" e passaram a imaginar que haviam visto algo.
 Até que Fife Symington, o mesmo governador que ridicularizou o avistamento, após 10 anos de silencio veio a publico e se desculpou, resolveu dizer o que de fato ocorreu em 13 de março de 97
 "Eu estava em casa, o telefone começou tocar, várias pessoas relataram o avistamento de um objeto grande sobrevoando a cidade, inclusive a policia e o corpo de bombeiros."
 "Peguei meu carro e me dirigi ao local, eu mesmo vi o objeto"
 "Um governador não pode levar a publico, pois seria ridicularizado, e em seguida os militares disseram que se tratava de sinalizadores, então criei aquele teatro todo"
 Bom, então agora a coisa muda um pouco, temos um relato de um governador, dizendo que entre as testemunhas estavam inclusive outros oficiais, os sinalizadores foram disparados por volta das 10, os avistamentos iniciaram as 8:30 e o próprio governador viu o objeto.
 Temos então a área populosa, as várias testemunhas, a idoneidade das testemunhas, e praticamente uma confissão de que foi tudo encoberto pelo exercito.
 Não seria demais imaginar que o exercito também testemunhando, houvesse atirado os sinalizadores a fim de encobrir o que ocorreu, mas também pode ser que realmente eles sequer sabiam e que os testes já estariam previstos, mas se fosse o caso, porque pelo menos não avisar o governador? (experimentos similares ocorreram após o incidente, todos foram comunicados com antecedência para a população local) Afinal, assim que as luzes fossem vistas, o governador poderia no mesmo momento vir a publico e dizer do que se tratava, ele também viu o objeto, pura sorte, um caso que deveria cair no esquecimento ganhou a proporção do maior avistamento de óvnis já retratados, não pelas imagens (os sinalizadores militares), mas por evidencias incontestáveis.
 Se fizer uma busca rápida na internet sobre "As luzes de Phoenix" vai encontrar facilmente as explicações sobre os sinalizadores, sempre apoiado pelo vídeo apresentado, nunca é retratado a palavra do governador e nem das testemunhas, os que se dizem “experts” caíram numa manipulação militar (mesmo que não fosse intencional, já que não se pode provar se lançaram de propósito os sinalizadores), ufólogos também julgaram incorretamente uma das mais bem testemunhadas aparições de óvnis já registrados.
 E como foi visto, não foi em um local deserto, não houve apenas uma testemunha, e ficou bem claro que quando ocorre de fato, tudo é encoberto, e mais ainda, foi tão bem encoberto que nem mesmo os próprios ufólogos descartaram.
 Isto só mostra que devemos realmente rever nossos conceitos, aceitar que o que disseram pode ser verdade, não julgar e sim investigar.

 "Foi real, esta acontecendo e deve ser investigado com seriedade, as pessoas devem parar de ser ridicularizadas quando vem a publico e dizem que viram, muitos dos telefonemas que recebi foram de pessoas sérias que tinham medo de vir a publico, eu mesmo me escondi da mesma forma"
 Palavras de Fife Symington, Ex-Governador do estado do Arizona - EUA

Nenhum comentário:

Postar um comentário

ATENÇÃO:
Lembre-se que você é o responsavel pelos seus comentários.
Não permitimos:
Ofensas ou discriminação de qualquer tipo.
Comentários que o assunto não seja relacionado ao tema proposto.
Caso infrinja algum do critérios, poderá ter seu comentário excluído sem aviso prévio.