segunda-feira, 4 de abril de 2011

O Reino de Caim

Em qualquer segmento cristão ou judeu, um dos fatos bíblicos que aprendemos assim que entramos em contato com a religião é a história de Caim e Abel, aquela mesma do irmão preferido por Deus, e que é assassinado pelo irmão invejoso.
 Porém esta história nem sempre(ou melhor nunca) tem tudo explanado corretamente, fatos importantes passam despercebidos, sendo mais evidenciado a linhagem de Adão até o evento do Dilúvio.
 Bom, Deus além de não matar Caim, lançou sobre ele uma espécie de maldição, obrigando-o a vagar pelo mundo, porém proibindo que o castigassem ou matassem, se Caim não morreu, o que haveria acontecido com ele? E com a sua linhagem?
 E também, porque Deus não vigou a morte de Abel? Afinal trata-se do mesmo Deus do Dilúvio, ou das pragas do Egito no caso do êxodo, porque um Deus tão vingativo poupou a vida de um que mostrou a face mais negra da recente criação de Deus?

 Vejamos antes de tudo o que a Bíblia nos diz:
 Gênesis 4.15:
 O SENHOR, porém, disse-lhe: Portanto qualquer que matar a Caim, sete vezes será castigado. E pôs o SENHOR um sinal em Caim, para que o não ferisse qualquer que o achasse.
 Gênesis 4.17
 E conheceu Caim a sua mulher, e ela concebeu, e deu à luz a Enoque; e ele edificou uma cidade, e chamou o nome da cidade conforme o nome de seu filho Enoque;

 Isto é praticamente tudo o que a Bíblia nos diz sobre Caim, porém se aprofunda um pouco mais sobre sua linhagem, mas nem tanto assim.
 Porém apenas isto já revela que Deus além de não matar, proibiu que matassem, e que Caim seguiu seu caminho, além de dar continuidade a sua linhagem, ou seja, se todos descendemos de Adão, grande parte descende de Caim, pelo menos, esta seria a lógica.
 Além disso, temos outras pistas Caim teve seu filho Enoque(Enoch em seu nome sem a tradução), constituiu uma cidade e a ela deu o nome de seu filho.
 Bom, esta é a única referencia a esta história? Afinal, quanto mais fontes melhor, bem, esta não é a única versão, como já retratamos em várias matérias, muito do que se tem escrito no Antigo Testamento, faz parte da cultura babilônica, como Adão(Adomo), O dilúvio, a criação através do barro, ou o caso do assassinato de Abel, na versão babilônica, o assassino se chama Ka'in (nossa, quanta semelhança!), mas a história trata de um irmão ceramista que matou o irmão pastor, bom, é a mesma história, algo muito comum até em civilizações que residiram em áreas próximas, uma sofrendo influencia da outra, porém no relato babilônico, eles acrescentam mais alguns outros dados:
 Ka'in condenado a "vagar em tristeza" se dirigiu a Donnu, onde fundou a cidade das duas torres.
 Bom, já temos mais algumas informações, Caim, matou Abel, foi condenado a vagar pelo mundo, fundou uma cidade com o nome de seu filho Enoch, e que ela provavelmente teria duas torres.
 Até este ponto, tudo bem, exceto pelo fato de nenhum arqueólogo encontrar algum indício desta cidade em qualquer canto do Oriente Médio, na realidade, nunca se conseguiu precisar aonde estaria esse "Reino Perdido de Caim"
 Agora vamos para o outro lado do planeta, vamos as Américas, mais precisamente na central, e mais ainda, vamos ver algumas lendas e mitos Aztecas:
 Tenochtitlán, a capital Azteca significa a "A cidade de Tenoch", como alguns peritos afirmam que a colocação do "T" no dialeto local era colocado antes de um nome próprio para informar se tratar de uma pessoa ou entidade, seguindo a linha, Tenoch seria algo como O Enoch, o mesmo nome, mesmo com milhares de quilômetros separando, ai lembramos que a maior característica das pirâmides de Tenochtitlán são acima delas as suas DUAS TORRES,assim como nos contos babilônicos. (veja a imagem ao lado, de uma re-construção em maquete feita por arqueólogos e historiadores da cidade de Tenochtitlán, notem as torres, e como se destacam)
 Agora voltemos a Bíblia, "E pôs o SENHOR um sinal em Caim", bom, ninguém nunca chegou a uma conclusão definitiva, porém é claro que se Deus colocasse uma marca ou tatuagem, ou alguma coisa do gênero, sua linhagem não herdaria isso, essa herança seria genética, de todos os povos antigos, apenas os americanos não possuem barba ou pelos no rosto, seria esta a marca de Caim? Teria Deus alterado a genética de Caim afim de mostrar a todos que isto seria um sinal dos filhos de Caim?
 Infelizmente quanto a isso não existe nenhum tipo de consenso, porém o acrescenta, já que toda a história se "auto-confirma".
 E por mais incrível que possa parecer, os Aztecas relatam eventos como Dilúvio, a criação do homem com uma espécie de barro (na realidade osso misturando a sangue, que se assemelhava ao barro), e talvez este fato explique com um pouco mais de lógica os inúmeros sacrifícios humanos, já que Caim matou Abel (tecnicamente, seu inimigo), os povos americanos poderiam fazer o mesmo, já que executavam seus inimigos em oferenda, pelo menos esses sacrifícios praticamente sem lógica devido a cultura extremamente avançada não pode ser explicada, a não ser por fundamentos religiosos, o que seria mais religioso do que repetir o feito de seu patriarca?
 Existe em várias passagens de mitos e lendas tanto Aztecas, como Maias ou Incas, que tem extrema semelhança com fatos bíblicos, alguns historiadores explicam dizendo que o fenômeno ocorreu devido aos colonizadores sempre usarem trechos bíblicos, e estes relatos serem posteriores ao descobrimento, já que a escrita destes povos não eram fonéticas, e sim simbólicas, algo semelhante aos antigos hieróglifos egípcios, apenas após o descobrimento, eles passaram a utilizar uma escrita fonética, e assim representar os fatos com mais precisão, porém, alguns trechos não estão na bíblia, e sim em tabuas encontradas na babilônia, descobertas muito tempo após o descobrimento, ou seja, como eles sabiam algo que estava escrito em tabuas que ainda não haviam sido descobertas?
 Agora a grande questão:
 Então os Aztecas, Maias, Incas, e os demais povos originários das Américas são os filhos de Caim?
 Quanto a isso não é possível afirmar, porém também não há como negar, graças aos nossa "Evoluída Cultura Europeia", muito se perdeu, pouco se sabe, e o que se sabe cai em descrédito por ninguém aceitar, vai ver todos estes povos eram mesmo um bando de bárbaros, sem nenhuma estrutura, As ruínas (já que cidades mesmo não existem, os espanhóis baniram e saquearam todas elas) talvez sejam miragem, nenhum povo bárbaro teria capacidade de construir, o ouro (roubado) também não deve existir, deve ser tudo lenda, vai ver foram os próprios espanhóis que construíram as piramides, encheram de ouro, depois saquearam, vai saber!
 Devemos rever nossa história de uma forma a ser imparcial, entender o que aconteceu, tentar dar uma lógica coerente, não tem lógica alguma os sacrifícios humanos destes povos, algo que esta teoria pode dar, e sustentar.
 Seria muito imaginar que a bíblia que sempre forneceu dados históricos precisos, também não estaria certa neste outro ponto, porém para variar, nós não a lemos como devemos?
 A bíblia mostra isso como real, e para os astecas, isto tudo era real, seria muita imaginação? Ou coerência?
 A outra grande questão:
 Porque um Deus tão vingativo não matou Caim, e sim o condenou ao exílio (se nossa linha estiver correta, um exílio extremamente longe), já que este mesmo Deus, por muito menos devastou cidades, derrubou torres?
 Se tentar-mos entender de um lado mais "humanizado" de Deus, pode ser que ele considere a vida tão valiosa e tão importante naquele momento, que ele não deveria mata-lo, pois sua ideia a principio seria a povoação do planeta (crescei-vos e multiplicai-vos, lembra).
 Para Deus seria apenas mais uma vida? Afinal no Dilúvio ele dizimou a população toda, talvez não, talvez neste caso em específico, a vida seria tão rara, que deveria ser preservada.
 Isso tudo é claro, apenas na área das suposições, afinal, ninguém que presenciou esta vivo pra contar o que aconteceu!
 Maias, Incas, Astecas, Tupis, Comanches, muito mais vem por ai! Muita coisa não foi contada, ou melhor, foi, mas ninguém nota, afinal, o que importa?

Um comentário:

  1. Parabéns! muito bem costurado os fatos no texto, ainda que suposição. Afinal foi assassinato, abafaram o caso, deram mal exemplo lá no inicio. A humanidade tem a quem puxar...

    ResponderExcluir

ATENÇÃO:
Lembre-se que você é o responsavel pelos seus comentários.
Não permitimos:
Ofensas ou discriminação de qualquer tipo.
Comentários que o assunto não seja relacionado ao tema proposto.
Caso infrinja algum do critérios, poderá ter seu comentário excluído sem aviso prévio.